Informação & Inovação

Anfavea aponta queda na venda de veículos

Código de Trânsito Brasileiro

Anfavea: A Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores anunciou hoje (8), em São Paulo, que, em junho deste ano, foram vendidos 178,1 mil autoveículos (carros, comerciais leves, caminhões e ônibus), o que representa uma queda de 4,8% em comparação a maio.

Na comparação com junho do ano passado, a retração foi de 2,4%.

Já as exportações de automóveis registraram alta de 2,7% em junho com relação ao mês anterior, com a venda de 47,3 mil veículos para fora do país.

Com relação a junho de 2021, a alta foi de 41,2%, quando foram exportadas 33,5 mil unidades. No primeiro semestre de 2022, o acumulado de vendas ficou em 23%, totalizando a exportação de 246,3 mil veículos.

Houve retração na produção de veículos em junho, com queda de 1,1 %% com relação ao último maio. Segundo o balanço divulgado pela Anfavea, foram fabricadas 203,6 mil unidades em junho, enquanto a produção em junho do ano passado ficou em 167,5 mil veículos.

No acumulado do primeiro semestre, a queda na produção foi de 5% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Anfavea
AP

Anfavea e os empregos no setor

O nível de emprego na indústria automobilística teve alta de 0,7% em junho na comparação com maio. Só em junho foram criadas 705 vagas, somando 1.488 desde o início do ano.

Consideradas as vagas de máquinas autopropulsadas, foram 2.700 novas vagas, que representam cerca de 27 mil empregos diretos e indiretos para a cadeia automotiva.

Anfavea
Fenabrave

Previsão

A Anfavea revisou as projeções para o fechamento de 2022. A entidade informou que considerou as restrições de produção e a elevação da inflação e dos juros no Brasil, assim como as restrições ao acesso de crédito.

Para a produção, a nova expectativa é de fechar o ano com 2.340 mil unidades, alta de 4,1% sobre 2021. Para vendas internas, espera-se chegar a 2.140 mil autoveículos licenciados, crescimento de 1%.

Já a expectativa para exportação é de 460 mil unidades embarcadas até o fim do ano, alta de 22,2% na comparação com 2021.

Por Apvale.News – Robson Soares, EBC e Anfavea

Veja também:

Acidentes em rodovias públicas são mais comuns

GP da Áustria apresenta beleza e desafios na F1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp