Informação & Inovação

Barcelona teria pago para ter informações sobre árbitros

Barcelona

O Barcelona está envolvido num escândalo na Espanha que envolve o pagamento de dinheiro a responsáveis da arbitragem, para que lhe fossem entregues “relatórios técnicos” sobre os juízes das partidas nas quais a sua equipa de futebol iria participar.

No total terão sido pagos 1,4 milhões de euros num período de dois anos. O caso foi revelado pela Cadena SER, que confirmou junto de fontes judiciais que o Ministério Público espanhol está a investigar a situação desde o ano passado.

Tudo começou na sequência de uma investigação da Autoridade Tributária à empresa Dasnil, propriedade do ex-árbitro José María Enríquez Negreira e ex-vice-presidente do Comité Técnico de Árbitros (CTA).

Barcelona
Barcelona FC

Barcelona mais uma vez na mira do Ministério Público

O órgão faz a gestão das questões da arbitragem na federação espanhola de futebol. O Ministério Público quer entender quais as razões que levaram o Barcelona a pagar aquela empresa 1,4 milhões de euros entre 2016 e 2018.

Estas entregas decorreram durante a presidência de Josep Maria Bartomeu, mas, segundo fontes judiciais citadas pelo El País, elas ocorreram ao longo das últimas duas décadas, abrangendo os mandatos de Joan Gaspart (2000-2003), Joan Laporta, Sandro Rosell e Josep Maria Bartomeu .

O Barcelona admitiu em comunicado, que solicitou “relatórios técnicos relacionados com arbitragem profissional”, e Enríquez Negreira também reconheceu que prestava assessoria ao clube catalão sobre os árbitros que iam apitar cada jogo da equipe “culé”.

Indícios de corrupção?

Barcelona
Camp Nu, divulgação

O Ministério Público espanhol já ouviu alguns dos implicados, e procura averiguar se há suficientes indícios de corrupção e avança com o caso para tribunal, ou se opta pelo arquivamento.

A Dasnil SL é uma empresa criada em 1995 por Enríquez Negreira, um ano depois de ter sido nomeado vice-presidente do órgão equivalente ao Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, na Espanha e três anos após pôr fim à sua carreira de árbitro profissional.

ApVale News: Robson Soares com Cadena SER

Leia também:

Vacina contra a Covid para crianças de 3 e 4 anos

Fiscalização de trânsito aumenta em Caraguatatuba

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp