Informação & Inovação

Como saber se preciso trocar os amortecedores do carro?

Amortecedores

Como saber se os amortecedores de seu carro estão com os dias contados… como saber se é ou não hora de trocar? Alguns sinais dão conta que o equipamento está dando em estado de “fadiga”, mas não é hora de troca imediata.

Outros podem não apresentar sintomas “graves” mas sua troca rápida é essencial.

Com o objetivo de orientar o consumidor vamos falar um pouco sobre amortecedores, esclarecendo alguns pontos básicos para que você não caia na conversa de maus-profissionais.

Amortecedores
idealpeças

Consultando alguns especialistas concluímos que 80 mil km é o que podemos esperar de vida para os amortecedores modernos em carros atuais. Essa quilometragem pode ser estendida caso a utilização do carro seja em pisos bons (coisa rara) e com baixa carga.

A inspeção visual a cada 10 mil km é necessária para identificar vazamento de óleo ou amassamento na carcaça. A substituição pode ser feita sempre aos pares, mas o ideal é substituir os quatro.

E nessa hora é importante trocar todo o conjunto de peças que inclui coxim superior, coifa e batente de compressão.

Amortecedores
MCT

Amortecedores: atenção para estes 4 avisos…

1 – Trepidação incomum do veículo ou traseira muito solta: Se você perceber que o rodar mesmo em estradas com asfalto bom está apresentando trepidação excessiva, já é hora de visitar seu mecânico, está regra também vale para a traseira do veículo;

2 – Ao fazer curvas e perceber que à traseira desgarra muito: É preciso manejo para identificar problemas através deste sinal, mas realizar curvas fechadas e sentir a traseira solta também pode indicar problemas na suspensão do automóvel;

3 – Barulhos e ruídos quando o automóvel passa em ruas esburacadas: Está dica é mais fácil, mesmo assim uma inspeção minuciosa é necessária porque pode não ser somente o amortecedor que está com problema;

4 – Som seco da suspensão sob qualquer irregularidade mínima que estiver rodando: Ouviu um som seco mesmo quando o veículo passa em um buraco pequeno? Leve ele o mais rápido possível em uma mecânica e cheque suas suspensões, o problema pode ser mais grave e já está comprometendo sua segurança como condutor.

Pegadinha dos Amortecedores

Sempre haverá um mecânico ou “especialista” que irá aconselhar realizar um velho truque para testar à suspensão.

Balançar à traseira do veículo para baixo duas vezes e soltá-la, se a traseira oscilar de cima para baixo mais do que uma vez, pronto precisa trocar os amortecedores imediatamente.

Não caia nesta. O melhor é levar o carro em uma rede autorizada ou checar os amortecedores com um mecânico de confiança.

Amortecedores
MCT

Cuidado com o orçamento

Faz parte do conjunto que engloba o amortecedor um extenso kit que pode incluir parafusos, buchas, batentes e coxins, mas trocar à peça principal (o amortecedor) não quer dizer que precisa trocar as demais peças deste conjunto.

Por isto se o orçamento proposto tiver muitos itens e ficar mais caro do que o problema original apontado, desconfie. No final pode até ser relevante trocar partes importantes e integradas como os batentes e coxins para deixar todo o conjunto novo.

Equipamento de teste

Uma tradicional fabricante de amortecedores no Brasil implementou o “ShockTester” em suas oficinas autorizadas.

O equipamento mede a carga do amortecedor sem removê-lo do veículo e identifica a necessidade de troca. Porém o equipamento que era para evitar a troca desnecessária, acabou sendo usado como argumento para empurrar um novo amortecedor, e com isso perdeu a confiança dos clientes.

Amortecedores recondicionados não é uma boa escolha, pois os componentes internos raramente são substituídos, o óleo que é colocado, normalmente não segue as especificações do produto original, sendo assim, para evitar problemas recorrentes, é melhor fazer a manutenção corretamente, substituindo os amortecedores gastos por novos.

No caso de não ter experiência com manutenção automotiva é importante que a manutenção seja feita por um profissional de confiança, para evitar que algum componente seja danificado ou recolocado de maneira errada.

Não se esqueça, ruídos metálicos, barulhos secos, vazamento do óleo do amortecedor e impactos fortes são alguns dos sinais que indicam problemas.

Por Apvale.News – Robson Soares

Veja ainda:

Saque-aniversário: Vale a pena sacar dinheiro do FGTS?

Pulse Abarth, o novo carro da Fiat vem para o Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp