Informação & Inovação

CSI: Sistema de segurança identifica carro roubado

CSI

CSI: A prefeitura de São José dos Campos investe em tecnologia para reforçar a segurança na cidade. Desde a implantação do CSI (Centro de Segurança e Inteligência) a gestão municipal vai em busca das últimas novidades no monitoramento e no reforço de pessoal em campo.

As câmeras do sistema deram uma prova no último domingo (20) que fazem a diferença no combate ao crime.

De maneira inédita desde o início da operação do CSI, em abril do ano passado, as câmeras leram a placa original de um veículo roubado, apesar de ela ter sido adulterada.

CSI
PMSJ

Segundo a prefeitura a placa original estava registrada no sistema do CSI sendo de um veículo roubado com a letra inicial E.

Nesta adulteração, a letra foi transformada em F, mas não conseguiu enganar o sistema inteligente.

CSI
PMSJ

CSI alerta forças de segurança

A partir do alerta disparado no CSI identificando carro roubado circulando, o veículo passou a ser acompanhado pelas equipes das forças de segurança.

Assim que o veículo parou, em uma padaria da região oeste da cidade, o motorista foi abordado, preso e apresentado à Polícia Civil.

No CSI, imagens de mais de mil câmeras espalhadas pela cidade são monitoradas em tempo real, 24 horas por dia, pelas forças de segurança que fazem parte do programa São José Unida.

Apenas em 11 meses, uma média de 8 carros furtados por mês são devolvidos para seus proprietários.

Como funciona?

O CSI iniciou suas operações em 6 de abril de 2021 com mil novas câmeras inteligentes e reconhecimento facial implantadas em toda a cidade com o objetivo de garantir mais segurança e qualidade de vida à população.

São José é referência na segurança por meio de videomonitoramento nas ruas, parques e praças e uso de tecnologia de ponta.

Contudo o município foi um dos pioneiros do Brasil em câmeras de segurança implantadas nas vias públicas através do antigo COI (Centro de Operações Integradas), implantado em 2002 e substituído agora em 2021 pelo CSI.

Com a mudança do sistema, o número de câmeras aumentou de 493 para 1.000.

Profissionais da área de segurança pública fazem o monitoramento das imagens capturadas pelas câmeras, cujas imagens ficam centralizadas no CSI, que funciona 24 horas por dia.

Por Apvale.News – Robson Soares com PMSJ

Veja também:

Vagas: Caraguá está com 139 oportunidades de emprego

Losartana: Porquê os laboratórios recolheram o remédio?

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp