Informação & Inovação

Cuidado com os golpes nos Postos de Gasolina

Cuidado com os golpes

Cuidado com os golpes: Golpistas não economizam criatividade na hora de desenvolver formas de tirar proveito do consumidor, por isso, novos golpes surgem todos os dias no contexto dos postos de gasolina.

Órgãos responsáveis pela legislação e pela fiscalização precisam acompanhar esse ritmo para preservar os direitos dos consumidores. Mas, você sabe quais são os principais golpes no posto de gasolina?

Cuidado com os golpes
Reprodução

Cuidado com os golpes: Gasolina adulterada

Com a alta do preço da gasolina, os motoristas costumam buscar opções mais acessíveis, visando manter o carro rodando sem precisar esvaziar o bolso.

Apesar da alternativa ser extremamente válida, é preciso ter cuidado, porque, muitas vezes, o barato acaba saindo caro, visto que você corre o risco de abastecer o seu carro com combustível adulterado.

Infelizmente, é difícil se certificar 100% que o combustível fornecido pelo posto de gasolina em questão é de qualidade, mas alguns sinais que seu veículo dá após o abastecimento podem ser indícios de gasolina adulterada.

Maior gasto de combustível, barulho diferente ou falhas no motor do carro, redução da potência do automóvel, aumento da fumaça e o aparecimento de uma luz incomum no painel são os principais deles.

Cuidado com os golpes
Reprodução

Quantidade irregular

Também conhecida como bomba baixa, esse é um golpe bastante comum nos postos de combustível. Trata-se do ato de abastecer os veículos com menor quantidade de combustível do que a registrada na bomba.

Esse tipo de fraude é aplicado a partir da adulteração das informações visíveis na bomba de gasolina, que podem ser controladas pelo gerente ou pelo dono do estabelecimento.

Funciona assim: os responsáveis pelo posto configuram a bomba para que o visor mostre sempre uma quantidade de litros a mais do que de fato está sendo fornecida.

Consumidor não tem muito o que fazer

Caso algum fiscal apareça ou o cliente peça para checar o volume de combustível utilizado no abastecimento, o gerente ou o dono do posto aciona o controle remoto da bomba e configura para que ela volte a mostrar as informações corretas.

Infelizmente, o consumidor não tem muito o que fazer para evitar esse tipo de golpe, a não ser contar com a sorte. Mas o Inmetro e a ANP já adotam algumas medidas nesse sentido.

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, por exemplo, tem o projeto de instalar certificados digitais nas bombas de combustível, que são úteis exatamente para combater o golpe da bomba baixa.

Com o certificado, o consumidor deve poder acompanhar por um aplicativo o volume de combustível utilizado no abastecimento e se certificar que a informação está condizente com o que é mostrado na bomba.

Cuidado com os golpes
Posto de combustíveis

Cuidado com os golpes: Venda casada

A venda casada é uma fraude do comércio em geral e nos postos de combustível não é diferente. “Vamos colocar um aditivo, trocar o óleo, as palhetas do limpador estão gastas senhor… blá, blá, blá.

Em março deste ano, por exemplo, 149 estabelecimentos dessa natureza foram notificados por cobrar o repouso dos caminhoneiros, obrigando-os a abastecer o veículo no posto em questão.

A prática adotada pelos postos é considerada venda casada, um ato ilegal conforme a legislação brasileira.

ApVale News

Veja ainda:

Mudanças nas regras da Fórmula 1

São Sebastião te espera nestas férias

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp