Informação & Inovação

Emplacamentos de veículos tem alta de 8,2%

Negócios com veículos usados

Em novembro os emplacamentos de veículos tiveram alta de 8,2% em relação ao mês anterior, totalizando 342.819 unidades. Com isso, o resultado, no acumulado de janeiro a novembro de 2022, já é 4,5% maior que o do mesmo período do ano passado.

“Todo o Setor tem tido resultados consistentes, em linha com as condições de mercado e disponibilidade de produtos. Como destaque, o segmento de motocicletas, que já superou 1,2 milhão de emplacamentos no ano, tem tido o melhor desempenho entre todos os segmentos automotivos.

As motos estão com demanda aquecida também para os próximos meses. No geral, o setor, como um todo, está caminhando para fechar com o resultado que prevíamos”, analisa Andreta Jr., Presidente da FENABRAVE.

Emplacamentos

Emplacamentos: orientação

A compra e venda de carros usados tem novo processo a partir desta segunda-feira (4/1), em todo o Brasil. A resolução 809/2020, de 15 de dezembro, alterou a forma de negociação entre comprador e vendedor. Saiba como proceder.

Passo 1

O vendedor do veículo deve comparecer a uma unidade do Detran.RJ, mediante agendamento prévio, para realizar a INTENÇÃO DE VENDA e solicitar a EMISSÃO DA ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo).

Trata-se de um documento equivalente ao que chamavam comumente de DUT recibo. O vendedor deve apresentar cópia simples de RG e CPF do comprador.

Passo 2 

O vendedor e o comprador do veículo devem ir a um cartório para assinar e reconhecer firmas no documento (ATPV-e).

Passo 3

• Se o vendedor e o comprador fecharem negócio:O vendedor faz a comunicação de venda e o comprador realiza o processo habitual de transferência de propriedade, mediante agendamento. É necessário apresentar o ATPV-e no dia da vistoria.

• Se o vendedor e o comprador NÃO fecharem negócio:O vendedor comparece a uma de nossas unidades para informar que não vendeu o veículo.

Para obter o documento digitalmente:

Baixe o CRLV digital, por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (o passo a passo completo você encontra em nosso site). Após baixar o CRVL-e, aparecerá também o número do recibo, o CRV.

ATENÇÃO

Se você possui o CRV em papel, já emitido antes do dia 4 de janeiro, o documento continuará valendo.

Será necessário realizar esse novo processo apenas se:

1 O veículo tiver alguma alteração de característica
2 Houver mudança de estado ou município
3 Venda do automóvel

Apvale News: Robson Soares com a Fenabrave

Veja ainda:

Férias: Brasileiros querem é sair de casa

Uber lança serviço com veículos autônomos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp