Informação & Inovação

Exame Nacional do Ensino Médio: dicas para se preparar

Inscrições da prova

Exame Nacional do Ensino Médio: como se prepara bem para o Enem? Nervosismo e falta de foco pode complicar o candidato na hora da prova. Este ano a avaliação será aplicada no segundo e terceiro domingos de novembro, dias 13 e 20.

O exame é uma das principais formas de ingresso ao ensino superior. O processo é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

No dia 13, a prova será de linguagens, códigos, ciências humanas e redação. Já no dia 20, a prova será sobre ciências da natureza e matemática. Ao todo são 180 questões de múltipla escolha, 45 em cada área do conhecimento.

Exame Nacional do Ensino Médio
Hypeness

Exame Nacional do Ensino Médio Digital

No caso do Enem Digital, a redação seguirá os mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel, redigida em formato impresso.

Serão 3.396.632 participantes, sendo 3.331.566 na modalidade impressa e 65.066 na digital. As duas versões serão aplicadas nos mesmos dias, além de contarem com itens iguais e o mesmo tema de redação.

Exame Nacional do Ensino Médio
Enem

Dicas

*Escolha um curso on-line preparatório para o Enem. É mais flexível para estudar, a hora que quiser

*Evite pensamentos negativos. Fique próximo a pessoas que estimulam a confiança durante a preparação para a prova

*Não fique se forçando a estudar demais nas vésperas da prova. Já é o momento de você dar uma desacelerada

*Faça coisas para relaxar, curtir com os amigos.

*Controle sua respiração. Foque na oportunidade, mantenha a concentração no dia da avaliação

Documentos digitais serão aceitos no Enem 2022

Participantes poderão usar e-Título, assim como a CNH e o RG digital para se identificar. Provas serão aplicadas em 13 e 20 de novembro. Os participantes podem apresentar cédulas de identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, polícias Militar e Federal ou pelas Forças Armadas.

Também será aceita a identidade expedida pelo Ministério da Justiça, para estrangeiros, inclusive no caso de refugiados, dentro do previsto pela Lei n.º 9.474/1997. A Carteira de Registro Nacional Migratório, prevista na Lei de Migração (n.º 13.445/2017), também está entre a documentação válida, assim com o Documento Provisório de Registro Nacional Migratório, do qual trata o Decreto n.º 9.277/2018.

Apvale News: Por Aline Felix com Br61

Veja ainda:

Mostra Internacional de Cinema on-line é atração

Preços de produtos e serviços tem mais uma queda

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp