Informação & Inovação

Fórmula 1: Quem foi bem e quem foi mal…

Fórmula 1

Foi bem: Max Verstappen, atual campeão da Fórmula 1

Fórmula 1: Max Verstappen ficou furioso com seu desempenho após a qualificação. O holandês lamentou a aderência “terrível”, dos pneus o que significava “deslizar por toda pista” – mas em termos de corrida, o RB18 da Red Bull era um animal diferente.

Verstappen foi ao ataque até que finalmente quebrou a defesa firme de Charles Leclerc para arrebatar a vitória, a primeira da temporada e a 21ª de sua carreira.

Ele ainda está 20 pontos atrás de Leclerc no campeonato, mas isso não o preocupa muito, considerando que ainda faltam 21 corridas.

O que importa – depois de não ter marcado no Bahrein – e que ele não perdeu uma segunda luta roda a roda consecutiva com Leclerc Fórmula 1.

Foi mal: Sérgio Pérez na Fórmula 1

Sergio Perez merecia muito mais do que o quarto lugar depois de uma volta impressionante no sábado que lhe deu sua primeira pole da carreira na Fórmula 1.

Perez fez uma largada impecável e controlou a corrida com facilidade no primeiro stint, mas sofreu com um Safety Car depois que ele fez o Pitstop, o que deu a seus rivais imediatos uma parada livre.

A partir daí, a vitória foi impossível e um pódio um passo longe demais. Mas ele pode tirar muita confiança de seu ritmo de corrida, da forte velocidade e confiabilidade do carro.

Sobe: Ferrari

A Ferrari pode ter perdido uma segunda vitória consecutiva nos estágios finais em Jeddah, mas a famosa equipe vermelha não está em pânico. Este é, afinal, o melhor início de temporada da  Fórmula 1 desde 2004.

P2 para Leclerc e terceiro para Sainz deram a eles 33 pontos, deixando-os 40 à frente da próxima melhor Mercedes. Foi a primeira vez que os dois carros subiram ao pódio em corridas consecutivas desde 2019.

Para Leclerc, ele já marcou mais pódios em 2022 do que em 2021. Para Sainz, foi seu terceiro pódio consecutivo e 17º pontos consecutivos.

A Ferrari está aproveitando ao máximo o acerto de suas máquinas, o que a coloca na disputa o título mundial.

Sobe: George Russel

George Russell não comemora os quintos lugares na Fórmula 1, tão altas que são suas aspirações – mas esta foi uma de suas melhores performances. O britânico está fazendo o melhor com o carro que tem agora

O piloto da Mercedes fez uma corrida solitária sem grandes emoções, cinco lugares à frente de seu companheiro de equipe mais condecorado Lewis Hamilton.

O piloto brigou para manter os pontos rolando, enquanto os mecânicos das Flechas de Prata buscam encontrar uma maneira de evolução do novo carro W13 na Fórmula 1.

Por Apvale.News – Robson Soares

Veja também:

Rodovia dos Tamoios: Dê uma volta na nova pista (vídeo)

CNH: Você sabe como funciona a pontuação?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp