Informação & Inovação

Título digital de eleitor está disponível até outubro

Áudio-boletim #2

Título digital: O eleitor que pretende usar o e-Título para se identificar durante as eleições já pode baixar a ferramenta eletrônica nas lojas de aplicativos dos sistemas operacionais Apple e Android.

O app dá ao usuário uma versão digital do título de eleitor, que substitui a original de papel, no dia do pleito. Quem quer utilizar a tecnologia no primeiro turno tem que se planejar e baixar ou atualizar a ferramenta com antecedência.

No dia 2 de outubro, data da votação, a emissão estará bloqueada, sendo retomada apenas no dia 3. O mesmo vai acontecer no segundo turno, com a via digital permitida até a véspera, no dia 29 de outubro.

Título digital
TSE

Título Digital substitui o título de eleitor em papel

O aplicativo é o meio oficial disponibilizado pela Justiça Eleitoral que substitui o título de eleitor em papel e permite consultar o local de votação, verificar pendências, emitir certidões e justificar a ausência na votação.

O e-Título é um aplicativo móvel para obtenção da via digital do título de eleitor. Permite o acesso rápido e fácil às informações do eleitor cadastradas na Justiça Eleitoral.

Apresenta dados como: zona eleitoral, situação cadastral, além da certidão de quitação eleitoral e da certidão de crimes eleitorais.

Desde de 2020, está mais fácil acessar o aplicativo: agora é possível entrar com o número do CPF, sem precisar lembrar do seu número do título de eleitor.

Além disso o app está cada vez mais acessível para pessoas com deficiência visual, baixa visibilidade ou daltônicas e, com alteração das cores do aplicativo para tons de azul neste ano.

Título digital
TSE

Aplicativo pode ser usado para justificar ausência?

Não custa lembrar que o app poderá ser utilizado para justificar a ausência ao pleito no dia da eleição e também após as eleições, contanto que o eleitor esteja fora do seu domicílio eleitoral ou possa comprovar, após o pleito, a impossibilidade do exercício do voto.

O app pode ser baixado para smartphone ou tablet , nas plataformas iOS ou Android . Após baixá-lo, basta inserir os dados pessoais.

Para o eleitor que ainda não fez o cadastro biométrico, é necessário apresentar um documento oficial com foto sempre que for utilizar o título digital.

Por Apvale.News – Robson Soares com Justica Eleitoral 

Veja ainda:

Água-Viva imortal pode retardar envelhecimento humano

Carros elétricos, seus mitos e verdades!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp